Sábado, 23 de Setembro de 2017, 04:55
Siga-nos
  • Braga
  • Região
  • Religião
  • Nacional
  • Desporto
  • Reportagem
  • Entrevista
  • Inquéritos
  • Fotogaleria

Aposta de Famalicão na educação deixa pais e professores satisfeitos

Região | 14 de Setembro de 2017
Câmara Municipal de Famalicão garante manuais escolares a 7500 alunos do concelho
0 0
siga-nos
   
TAGS
notícias relacionadas
  • Sem notícias relacionadas

A Escola Básica Dr. Nuno Simões foi o estabelecimento de ensino eleito pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão para assinalar a abertura do ano letivo 2017/2018.

O presidente Paulo Cunha e o vereador da Educação, Leonel Rocha, aproveitaram a deslocação para a entrega simbólica dos manuais escolares aos alunos do 1.º e 2.º ciclos.

A medida, que coloca o município de Vila Nova de Famalicão entre os que mais aliviam os orçamentos das famílias no período do regresso às aulas, foi recebida com satisfação por professores e encarregados de educação.

«Esta ajuda da Câmara permite, com toda a certeza, que as crianças podem estar um bocadinho mais à vontade e investir noutras coisas fundamentais ao sucesso educativo dos filhos», disse a diretora do Agrupamento S. Sancho I, no qual se integra a escola Nuno Simões.

Helena Dias Pereira sublinhou que a medida tomada pela autarquia de alargar a oferta de livros escolares ao segundo ciclo «é muito boa», que deverá «ter muito sucesso» e «repercussões muito importantes no sucesso educativo».

«Esta medida permite-nos ter a certeza que iniciamos o ano letivo com todos os nossos alunos com o material necessário a um arranque em pleno», acrescentou a docente, recordando que, «até agora» era frequente haver «meninos que começavam o ano sem o material escolar, porque os pais não tinham como o adquirir», disse, vincando que, «este ano, todos começam o em condições de igualdade, o que é extremamente importante».

Também a presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação, Carla Araújo, vincou a ajuda financeira às famílias.

«O regresso às aulas mexe com o nosso orçamento e estes apoios deixam-nos mais aliviados», disse, recordando que «as despesas grandes» das famílias não se limitam aos manuais.

«Eu, como mãe, e pelo que vejo dos comentários dos pais, posso dizer que estamos todos satisfeitos com esta ajuda, que é um alívio mesmo muito grande para os orçamentos familiares», resumiu.     

Destaque

Investimento próximo dos 2 milhões de euros. É o resultado das políticas sociais que a Câmara de Famalicão dirige para a educação.  Além dos 420 mil euros para manuais, os cofres municipais pagam 16 euros de material escolar a cada aluno do escalão A e 8 euros por estudante do Escalão B. Para o transporte escolar vai um milhão de euros. As refeições, a fruta escolar e os apoios especiais ao terceiro filho de cada família são outros encargos municipais.        

Autarquia elege igualdade educativa como caminho para afirmação pessoal

O presidente da Câmara de Famalicão assumiu ontem a educação como «um investimento municipal» que considera «essencial» para a afirmação pessoal. «A educação é a principal ferramenta de afirmação de uma pessoa na comunidade. E a capacidade de as pessoas serem o que querem ser, consegue-se, essencialmente através do processo educativo», disse Paulo Cunha, salientando que «quanto melhor funcionar a educação, mais é possível que os cidadãos possam afirmar-se, independentemente da condição de partida».

O autarca famalicense acrescentou que pretende que «as circunstâncias sócio-económicas das famílias não sejam tão relevantes quanto isso no sucesso dos seus filhos», razão que leva a edilidade a «criar condições de igualdade, à partida, para que todos partam da mesma circunstância para, pelo seu mérito, chegarem onde pretendem chegar». 

Sobre o alargamento ao segundo ciclo da oferta de manuais escolares, Paulo Cunha disse que é a continuidade de uma política que o Município de Famalicão iniciou há 16 anos, com uma iniciativa pioneira no plano nacional.

«Esta medida [do alargamento da oferta dos manuais ao alunos do 2.º ciclo] é um sinal das políticas públicas da Câmara Municipal, que está a deixar bem claro que a Educação é uma tarefa fundamental no âmbito das ações do Município», vincou Paulo Cunha, abrindo a porta à concessão de novos apoios escolares, no futuro. 

 
Autor:  Joaquim Martins Fernandes
Comentários
Sem comentários
publicidade

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

publicidade

Hospital de Braga
Telefone: 253 027 000

GNR
Telefone: 253 203 030

PSP
Telefone: 253 200 420

Cruz Vermelha
Telefone: 253 208 872

Bombeiros Sapadores 
Telefone: 253 264 077

Bombeiros Voluntários
Telefone: 253 200 430

Loja do Cidadão (informações) 
Telefone: 707 241 107

PSP
Telefone: 252 373 375

Hospital
Telefone: 252 300 800

Bombeiros Voluntários
Telefone: 252 301 110

PSP 
Telefone: 258 809 880

Hospital  
Telefone: 258 802 100

Bombeiros Voluntários
Telefone: 258 730 643

Para saber os horários das Missas nos diversos dias e Igrejas clique no símbolo mais.

CARMO - Das 8h30 às 9h00 e das 09h30 às 11h00 (de terça-feira a sábado).

CONGREGADOS - Todos os dias, exceto aos domingo e dias santos, conforme o horário afixado nas pautas de avisos da Igreja.

MENSAGEIRO - Das 10h00 às 12h00, exceto quartas-feiras, domingos e feriados.

PÓPULO - Todos os dias, exceto terças-feiras e domingos, das 8h30 às 10h00.

publicidade

JORNAL DIÁRIO DO MINHO

Rua de S. Brás, n.º1 | Gualtar | 4715-089 Braga | Portugal
Telefone: +351 253 609 460 • Fax: +351 253 609 465
Email:redacao@diariodominho.pt

GRÁFICA DIÁRIO DO MINHO

Rua de S. Brás, n.º1 | Gualtar | 4715-089 Braga | Portugal Telefone: +351 253 303 170 • Fax: +351 253 303 171 Email:orcamentos@diariodominho.pt